HomeCâmara Municipal de LimeiraComissão levanta dados para campanha de conscientização sobre serviços de saúde da...

Comissão levanta dados para campanha de conscientização sobre serviços de saúde da cidade

DATA

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Uma reunião entre a Comissão de Saúde, Lazer, Esporte e Turismo da Câmara e representantes dos hospitais Unimed, Humanitária e Santa Casa de Limeira foi realizada nesta quinta-feira, 23 de novembro, para recolher informações que serão usadas em uma campanha informativa do Legislativo para conscientizar a população sobre o uso dos serviços de saúde da cidade. O objetivo é direcionar atendimentos que não são de urgência ou emergência para as unidades básicas de saúde (UBS’s) e unidades de pronto atendimento (UPA’s) da cidade.

- Publicidade -

A ação foi motivada pela observação dos parlamentares, ao longo de reuniões do colegiado com os hospitais, que a população tem buscado atendimento nos prontos-socorros para situações simples, como uma gripe, por exemplo, ao invés de procurar as unidades básicas de saúde da cidade, gerando superlotação nos hospitais e prejudicando o atendimento de casos mais complexos.  

Participaram da reunião, além dos membros da Comissão, os vereadores Dr. Júlio (União Brasil), presidente; Jorge de Freitas (PSD), vice-presidente; e Terezinha da Santa Casa (PL) secretária; o coordenador da clínica médica do Hospital Humanitária, Marco Antonio Dalfré; o coordenador do pronto-socorro infantil do Hospital Humanitária, Uederson Meira; a superintendente da Santa Casa de Misericórdia de Limeira, Veridiana Gonzaga; o diretor técnico da Santa Casa, Luiz Francisco de Oliveira; e o coordenador do pronto-socorro do hospital Unimed Limeira, Mateus João Pedro.

Reunião

Consenso durante a reunião, todos os participantes reforçaram a importância de uma campanha de conscientização sobre o tema, principalmente por considerarem que a necessidade de procurar primeiro os hospitais é causada por uma questão cultural. Todos os representantes de hospitais reforçaram que cerca de 70% dos atendimentos realizados nos prontos-socorros e pronto-atendimentos são casos de menor complexidade que poderiam ser atendidos nas UBS’s e UPA’s da cidade. 

Para os vereadores, é preciso que a população entenda em que situações devem buscar os serviços de urgência e emergência, pois grande parte das reclamações sobre o atendimento nos hospitais dizem respeito à demora, sendo que, em muitos casos os pacientes poderiam ser atendidos mais rapidamente nas UBS’s ou UPA’s.

O diretor técnico da Santa Casa explicou que, quando se fala sobre atendimento de urgência e emergência, cerca de 90% não precisariam ser atendidos nos hospitais. Para ele, até mesmo alguns casos de urgência também poderiam ser atendidos em outro lugar por não precisarem de uma estrutura hospitalar, como casos que demandam cirurgias ou internações, por exemplo. “Um dos grandes problemas é que o paciente não tem confiança nas unidades de pronto atendimento, isso não significa que o atendimento lá não seja bom, é uma questão cultural”, afirmou, reforçando que para combater a questão cultural é preciso dar garantia estrutural de que de fato a rede de apoio vai suprir a necessidade do paciente. “Não adianta mandar a pessoa procurar um postinho se ele não puder ter acesso ao atendimento que ele precisa”, afirmou, se referindo à necessidade de disponibilizar acesso a exames e outros serviços nesses locais.

O coordenador do pronto-socorro do hospital Unimed afirmou que a campanha de orientação precisa ser constante. Ele também reforçou a necessidade de uma estrutura adequada de atendimento nas UBS’s e UPA’s. “Quando partimos para a orientação, temos que oferecer a solução. Se ele chega no pronto atendimento do bairro e ele não vai ter o suporte, ele vai voltar para o pronto-socorro”, declarou. 

“A porta de entrada na saúde vai ser na atenção básica, se a pessoa tiver a confiança, a pessoa vai, procura a unidade, quando ela vê que ela tem receptividade, ela é acolhida e consegue fazer o seu agendamento. Se isso não acontecer, a população vai procurar sanar sua demanda onde a porta estiver aberta, que é o pronto-atendimento, o pronto-socorro. O paciente sendo acolhido, tendo acesso à consulta dele, ele vai deixar de ir no pronto-socorro”, pontuou o coordenador da clínica médica do Hospital Humanitária, Marco Antonio Dalfré, que também é diretor técnico da UPA Abílio Pedro  e coordenador da clínica médica do Pronto Atendimento Hipólito e Aeroporto, afirmando que é preciso melhorar a estratégia do Programa Saúde da Família. 

A campanha 

Após coletar as informações, a Comissão, com o apoio da Consultoria Técnica Especializada da Casa e do Núcleo de Imprensa, Cerimonial, Mídia e Multimeios, vai elaborar uma campanha informativa que será veiculada nos meios de comunicação do Legislativo e repassada aos hospitais e à Prefeitura para divulgação. 

Comissão

A Comissão de Saúde, Lazer, Esporte e Turismo é responsável por apurar denúncias e fiscalizar ações que tratem do Sistema Único de Saúde (SUS) e seguridade social, vigilância sanitária, epidemiológica e nutricional; segurança e saúde do trabalhador e turismo, bem como de programas esportivos, recreativos e de lazer voltados à cidade de Limeira.  

Fazem parte do colegiado os vereadores Dr. Júlio (União Brasil), presidente; Jorge de Freitas (PSD), vice-presidente; e Terezinha da Santa Casa (PL) secretária. As reuniões acontecem às quintas-feiras, a partir das 10h30 e todas as deliberações são registradas em ata.



Informações CML

MAIS RECENTES

MAIS NOTÍCIAS